Não há no mundo pessoa de bom senso que não defenda que os setores estratégicos devem ser geridos pela força estatal - ou seja, pelo povo. Estatização já!