Polícia, quem precisa?

A polícia é o cão de guarda da burguesia. Este corpo armado existe para reprimir a luta da classe trabalhadora rural e urbana. Existe para garantir a manutenção da propriedade privada, a existência do patronato e da burguesia. A polícia não existe para o desenvolvimento geral da humanidade.

É claro que lutar pela dissolução da polícia NÃO SIGNIFICA defender a eventual e suposta impunidade e a violência de criminosos e traficantes sobre a classe trabalhadora. Todos os crimes devem ser julgados e sentenciados pela comunidade auto-organizada pelo Partido.

Não podemos esquecer que é a polícia que reprime as manifestações pacíficas dos movimentos sociais. Em defesa dos latifundiários, reprime as ocupações dos companheiros trabalhadores e trabalhadoras sem terra (MST). Em defesa do patronato, reprime grevistas e piqueteiros. Reprime o movimento estudantil que luta por melhores condições educacionais e mais dinheiro para a UNE. Reprime a Marcha da Maconha, um movimento pacifista, com violência.

Ao mesmo tempo, a burguesia e seus lacaios utilizam seu aparato repressivo para assegurar que nazistas e fascistas possam expressar-se livremente contra imigrantes, afro-descendentes, índio-descendentes, esquimó-descendentes e ativistas homossexuais. A polícia é um freio burguês que impede o exercício da liberdade pela classe trabalhadora. É necessário dissolver a polícia, substituí-la pela auto-organização comunitária aprovada pelo Partido.

É preciso ter claro o papel que cumpre à polícia e à violência policial para a manutenção da ordem de classes, da super-exploração e da desigualdade sócio-econômica. A burguesia, o patronato e os latifundiários tornam-se muito vulneráveis sem o aparato repressivo armado. A defesa da polícia, e logo da ordem burguesa, é um opção de classe. Defender a polícia significa, de forma mais profunda, passiva ou ativamente, ficar ao lado do patronato, do capitalismo podre, da ditadura da burguesia, dos parasitas ricos, dos latifundiários, dos imperialistas e dos coxinhas.

É necessário defender a liberdade organizativa e reivindicativa da classe trabalhadora rural e urbana. É necessário defender a luta e a auto-organização da sociedade civil organizada pelo Partido. É necessário gritar em alto e bom som: Abaixo a polícia, maconha é uma delícia! Abaixo todo aparato repressivo do Estado burguês lambe-botas do capital!

Siga Comunistas Caricatos no Facebook, kamarada!

FECHAR