MST invade fazendas no Farmville e promove matança sanguinária

Militantes virtuais do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) invadiram na tarde desta sexta-feira dezenas de fazendas do jogo Farmville no Facebook. As invasões fazem parte da Jornada Virtual de Lutas por Reforma Agrária. Contra todas as evidências em contrário o movimento rechaçou as acusações de  “matança de gado”, “depredações” e “assassinatos”.

“Já posso até imaginar as manchetes dos jornais difamando nossa organização socialista e revolucionária. Ninguém do MST matou o gado, as vacas leiteiras pertenciam a uma seita e cometeram suicídio coletivo. Quando nós chegamos todas as casas entraram em combustão espontânea e foram consumidas pelas chamas. Não ocorreu nenhum assassinato! Por algum motivo ainda não esclarecido o dono da fazenda se enforcou, nós só fornecemos a corda. Há uma clara articulação entre os latifundiários, conservadores fascistas de direita e setores reacionários da imprensa brasileira para criminalizar o MST, a Reforma Agrária e os Movimentos Sociais Terroristas”, disse João Pedro Stedile, líder pacifista e coordenador das invasões virtuais.

Em nota oficial, o MST afirma que o Farmville promove a “alienação frente às contradições presentes na sociedade capitalista”. “A política de criação de assentamentos no Farmville foi abandonada pelos administradores do jogo. Não existe uma política para enfrentar o latifúndio nem um programa amplo e massivo de Reforma Agrária”, diz a nota
invasao_mst_farmville

Siga Comunistas Caricatos no Facebook, kamarada!

FECHAR