Grupos de Direitos Humanos denunciam violência policial contra jovens trabalhadores

Grupos progressistas ligados à defesa dos direitos humanos denunciaram nesta segunda-feira a violência policial contra jovens “criminosos” vítimas da sociedade capitalista, fascista, neoliberal e opressora.

“Após os diversos ataques perpetrados pela Polícia Militar nas últimas semanas, fica cada vez mais clara e óbvia a importância do desarmamento de policiais militares, a proibição do porte de arma para agentes penitenciários e a manutenção da Campanha Nacional do Desarmamento”, declarou o presidente da Rede Desarma Brasil.

Segundo o sociólogo Jair Correia, o Jairzinho do Diabo (PCC/SP), o último ataque da PM foi uma das mais eloquentes demonstrações de despreparo policial: “O policial errou feio. Ele deveria ter conversado amigavelmente com o suspeito. As pessoas esquecem que o rapaz é vítima dessa sociedade neoliberal. A polícia é opressora. Os supostos ‘criminosos’ são os verdadeiros oprimidos. Por mais que o suspeito estivesse errado, ainda é um ser humano e tem tanto direito quanto qualquer um de nós.”

Vítimas da sociedade neoliberal


Os grupos de direitos humanos entregarão ao governador de São Paulo um documento em que pedem o desarmamento dos policiais militares e a expulsão do policial que tentou assassinar covardemente um jovem trabalhador no último sábado (12), na Zona Leste de São Paulo.

Vídeo da agressão policial

Siga Comunistas Caricatos no Facebook, kamarada!

FECHAR