Fascistas da FEA – USP querem polícia assassina no campus

A extrema-direita reacionária nazi-fascista da FEA se mobiliza para pedir a presença da Polícia assassina a serviço do capital e cães-de-guarda do Governador do Estado de São Paulo dentro do campus da USP.

Isto porque um delito mal esclarecido ocorreu ontem (18/05) no estacionamento da Faculdade de Economia e Administração, centro reacionário da USP, onde um jovem foi morto.

Todos sabemos que o motivo da criminalidade é a desigualdade social promovida pela burguesia e pelo capital e que o jovem infrator que atirou no aluno, de carro blindado e, portanto, representando o capital opressor e assassino, não teve as mesmas oportunidades que o atingido.

O Imperialismo norte-americano estadounidense que impinge imagens de violência e opressão através dos filmes de Hollywood e dos videogames video-jogos é também culpado pela violência em que os jovens colocados à margem da sociedade acabam sendo vítimas. Portanto, o infrator que atirou no rapaz da USP é na verdade vítima da sociedade.

A presença da Polícia assassina no Campus é uma reivindicação da extrema-direita reacionária nazi-fascista. A mínima liberdade que temos para destruir a Reitoria e as unidades pagas com dinheiro público como forma de resistência revolucionária não pode ser tolerada por estes dinossauros.

A presença da Polícia assassina do PSDB visa reprimir os movimentos libertários de depredação da Reitoria e as experimentações alucinógenas. Visa, enfim, tolher a liberdade e autonomia dos alunos sobre a Universidade pública.

Moro no CRUSP desde 1960 e ainda não me formei no curso de História e Geografia graças à opressão do Capital e da Influência Norte-Americana Estadounidense. Desde então vejo diariamente a desigualdade social que salta os olhos quando vou buscar maconha e cocaína com meus colegas revolucionários na Favela São Remo, na Avenida Corifeu de Azevedo Marques.

Fora o reacionarismo e a extrema-direita da USP!
Fora polícia do PSDB!
Viva a luta revolucionária marcusiana!

O que a burguesia chama de crime é apenas o produto da opressão do capital!

Siga Comunistas Caricatos no Facebook, kamarada!

FECHAR